Raconte-moi des histoires!(L’Europe de Schuman?!)

Publié le par Rosario Duarte da Costa

Por ti, dou Ais 

Auteur des Photos sr sette page: Crespo: "Olhares.com"

 Raconte-moi des histoires!

(L’Europe de Schuman?!)

Bora lá!

- Queres o quê?!

 

Um novo mundo, uma terra de paz, onde os benefícios seriam divididos por todos.

 

- Sonhas?!

 

Não. Penso que os homens poderiam ser melhores. Que a vida

poderia ser mais simples. E, que nós poderíamos viver melhor. É!

 

- Estás parvinha, minha amiga. Sempre foi assim desde o início do mundo. O ser humano encontra teorias, muita gentinha aderirá a

elas mas, pouco tempo depois vê-se que elas só satisfazem uma

parte dos altos “stratus”.

 

Não concordo. Penso que o ser humano poderia atingir qualquer

coisa de bom e, oferecer un Eden aos outros!

 

- Bora lá... Eu que sonhei também mudar o mundo minha amiga,

eu que acreditei na bondade humana, eu que estava motivada para revolver tudo para dar felicidade ao mundo, eu não acredito mais

nisso. Nem nos partidos políticos que vendem a sua comunicação,

e depoi sai tudo ao lado quando são eleitos,

Nem nos padres, que fazem a apologia de um Deus, e não se

batem pela situação dos povos, que dormem na rua e vivem da

fome!

 

Não é bem assim. Há muitos que se batem por nós. Mas o problema

é, que quando eles chegam ao poder, sobem pressões e, não podem fazer aquilo que queriam!

 

- Então, que demissionem? E, já!

Porque nós consideramos que fômos enganados. Vê a Europa, este grandioso projecto de Robert Schuman. Hoje, isto é 50 anos depois, nada mais é que um centro de interesses com Presidentes, Directores,

Chefes de Serviço, Deputados e tudo o mais, pagos a preço de ouro

com o nosso dinheiro.

Hoje, mesmo se a França e a Alemanha acabaram a guerra de cão e gato, a Europa treme, exige aos Países do sul de se meterem de

joelhos. Hoje a Irlanda, Portugal, Grécia, Espanha, Itália... estão a oferecer-lhes todo o resultado do seu trabalho, dos seus esforços...

E, a fome reaparece, como nos séculos atrás. Se R. Schuman visse, morreria de vergonha!

 

Talvez tenhas razão. Olha, acabo por me ír deitar. E pensar, como

serão os anos a porvir...

Rosario Duarte da Costa

Copyright

23/01/2013

 

Ignorância versus Indiferença. 

 

Pretensamente Social

 

Publié dans Les doigts du jour!

Commenter cet article