Os pais muitas vezes, não vêem os filhos crescer!

Publié le par Rosario Duarte da Costa

Bateria de Cozinha... 

  Auteur: Valdemar Freitas"olhares.com

 

Na praia

Os pais muitas vezes, não vêem os filhos crescer!

 

Era o dia dos meus treze anos, o pai chegou quase se

sôfrego – muito apressado - com um embrulho na mão...

Deu-me os parabéns abraçando-me, estendeu-me o pacote

e, nos meus olhos estendeu-se a alegria.

Agradeçendo, desatei o laçinho, tirei o papel e, abri a caixa

onde estava a prendinha.

Repentinamente desatei a chorar raivosa e, vexada,pois o

meu pai não me tinha visto crescer...

E, foi assim que me

encontrei com ma terrina de cozinha em cobre para brincar:

panelas e frigideiras, tachos escumadeira, bules e tudo o

mais...

E foi-me preciso ser mãe e, ter filhos da mesma idade, para compreender que os pais muita vezes, não vêem os filhos

crescer!

Rosario Duarte da Costa

Copyright

20/05/2012

Estátua esquecida no tempo...

 

 

Publié dans conversas amigas!

Commenter cet article