o poema apagou-se! Le poème s'est éteint!

Publié le par Rosario Duarte da Costa

Face of Mankind

Auteur des photos sur cette page: jose ribeiro"olhares.com

Saving private fish

o poema apagou-se!

 

éteint le poème!

 

tudo é , ou poderia ser um poema

em qualquer dia, com qualquer tema,

nos remos  do pensamento.

 

e há sempre um vento que pássa

estilhaçando a vidraça

com rapidez ou, ao relento.

 

éteint le poème!

 

e a ilusão vai-se perdendo

 nas marés que vão e voltam,

onde bebêmos a taça

ou o copo que nos enchêram.

 

tudo é já limitado,

haja ou não haja agrado.

e o suspiro faz-se grande,

transcendendo o desespero.

 

éteint le poème!

 

tudo é , ou poderia ser um poema,

 

um pássaro azul voando

no céu do nosso olhar.

 

mas o poema apagou-se,

intercalado nas nuvens

e a nossa esperança foi-se.

 

éteint le poème!

Rosario Duarte da Costa

Copyright

04/07/2012

Lonely Planet

Commenter cet article