nada me entristece senão, a falta de tudo! (Poème)

Publié le par Rosario Duarte da Costa

 

Inclinidisposer

Auteur des photos sur cette page: JorgeF"olhares.co

 

A Mão de Eva 

 

esta falta de tudo

 

nada me entristece

nada!

senão esta falta de tudo,

tudo!

 

da força que já não se esforça

da justiça que se não dá,

da verdade que se enconde

da mentira que se expõe.

e,

da fé que se perdeu

da esperança que se gastou,

da fraqueza que aumentou

todos os nossos defeitos.

 

nada me entristece

nada!

senão esta falta de tudo,

tudo!

Rosario Duarte da Costa

Copyright

08/6/2012

 

The Shadow
 
 

Publié dans Les doigts du jour!

Commenter cet article