não me digas amor que o amor é nada...

Publié le par Rosario Duarte da Costa

Provavelmente

Auteur:White angel"olhares.com"

 

Protege o que há em ti...
não me digas amor que o amor é nada

 

não me digas amor que o amor é nada:

o útero, o sangue e a terra coalhada...

com um lírio roxo espetado na mão,

e, se mo disséres não terás perdão!

 

não me digas amor que a vida é nada:

o corpo, o grito, num esforço de entrada.

uma vida aberta ao desejo de viver ,

como uma rosa que nasce e não quer morrer.

 

não me digas amor que somos imortais,

a vida, a fome, a luta e outras coisas mais.

e o amor que vive, vai vivendo e desfalece;

o nada, é o tudo que nos acontece!

 

não me digas amor que não há segredo,

de palavras e beijos entrelaçados.

nem digas, que entre nós foi só enredo,

nem apagues entre nós todos os dados!

Rosario Duarte da Costa

Copyright

17/07/2012

 

Luar
 
Mariana

Commenter cet article