L'Intervention du P.R. Française et, les manifestations dans toute l'Europe!

Publié le par Rosario Duarte da Costa

 

L'Intervention du P.R. Française et, les manifestations dans toute l'Europe

 

Oui. je mes à peine deux grammes de mots, au sujet de l'intervention  du P.R.!

 

Il m'a déçu car, il y a eu un virage à droite... Plus proche de Madame Merkel, de même avec Rajoy, voit périr la Grèce

"qu'il faudra aider" mais, a oublié le Portugal dans sa détresse.

 

Sur la France, le Président nous a fait savoir ses exigences

d'une solidarité imposée, sans pour autant mettre fin à tous

ceux qui ouvrent la bouche pour boire le lait des pauvres, qui arriveront sur des mamelles d'une vache asséchée!

 

Oui, il nous a dit que la courbe du chômage ne baissera pas

avant un an, qu'il met tout son poids sur la compétitivité mais,

une fois de plus, offre une aide aux entreprises qui, n'iront

pas toutes satisfaire le voeux du P. R.

 

Je reste donc sur ma faim car, le PR n'a pas parlé des handicapés, des vieux, ni dénoncé le travail au noir (qui est

de partout et jamais vérifié), ne nous dit pas non plus, où va

notre santé...

 

Aujourd'hui, c'est la Manifestation Génerale et/ou Grève Générale -comme au Portugal- mais, j'ai la sensation que l'on veut nous tuer à petis feu!

RosarIo Duarte da Costa

Copyright

14/11/2012

  www.expresso.sapo. pt

Greve geral ibérica a 14 de novembro

Sindicatos espanhóis anunciaram uma greve geral para 14 de novembro, no mesmo dia em que Portugal irá parar. Greve ainda poderá estender-se a mais países europeus.

Mariana Cabral (www.expresso.pt)
12:35 Sexta feira, 19 de outubro de 2012
 
 
Greve geral em Portugal e também em Espanha
Greve geral em Portugal e também em Espanha
Hugo Delgado/EPA

Portugal e Espanha vão levar a relação de 'irmandade' ainda mais longe no dia 14 de novembro, com a realização da primeira greve geral ibérica. Depois da CGTP-Intersindical ter convocado uma paralisação no início do mês, em Portugal, foi a vez dos sindicatos espanhóis anunciarem, hoje, a realização de uma greve em Espanha na mesma data.

"No próximo dia 14 de novembro irá celebrar-se a primeira greve geral ibérica", anunciou Fernando Lezcano, porta-voz da Confederación Sindical de Comisiones Obreras, um dos principais sindicatos espanhóis, que acordou a paralisação com a Unión General de Trabajadores, depois de uma semana de críticas ao Governo de Mariano Rajoy.

Será a primeira vez que os espanhóis repetem uma greve geral no mesmo ano, uma vez que o país também parou há oito meses, e contra o mesmo executivo, criticado pelas fortes medidas de austeridade que está a impor.

Mais greves na União Europeia?


Na quarta-feira, a Confederação Europeia de Sindicatos, após uma reunião em Bruxelas, exortou todos os países da União Europeia a uma "jornada de ação" para protestar contra a atual situação económica e social, precisamente no dia 14 de novembro.

A realização de greves no Chipre e em Malta ainda está a ser debatida, mas é provável que venha a confirmar-se, enquanto estão a ser convocadas manifestações para outros países europeus. Ontem, a Grécia voltou a parar, pela segunda vez em três semanas.

Em Portugal, a maior central sindical, a CGTP-IN, justificou a greve com a luta contra a "exploração e o empobrecimento" impulsionados pelo Governo liderado por Pedro Passos Coelho, e com a necessidade de "mudar de política", por um "Portugal com futuro".

Por outro lado, a UGT anunciou que não iria juntar-se à paralisação, devido às "ações divisionistas e sectárias como as que levaram a CGTP a, sem qualquer diálogo, convocar uma greve geral", de acordo com o secretário-geral João Proença. "Esta greve geral é contra o governo, mas também contra a UGT", disse, acrescentando que "poderá haver outra greve geral" no futuro.



Ler mais: http://expresso.sapo.pt/greve-geral-iberica-a-14-de-novembro=f761136#ixzz2CCCXQtXx

Publié dans Dialogues

Commenter cet article