Como um martelo que bate! Comme un marteau qui tape!

Publié le par Rosario Duarte da Costa

A espera

Auteur des photos sur cette page:  Marcovich"olhares.com

Em votação para Paisagem Natural

Contemplação
 

Como um martelo que bate

Comme un marteau qui tape

 

Entre luares alvoradas

 Por caminhos ou estradas

No seio de cheiros e risos

Com os passos bem precisos...

 

Ao ver paisagens de sonho

Mesmo se o medo é medonho

Abrem-se as portas do céu

Com sombrinha ou com chapéu

 

E, com medronhos na mão

Apanham-se castanhas p’lo chão

Indo-se tirando as saudades

Vindas de outras idades

 

E, saltando com razão

Bate-nos a palavra no coração.

Como um martelo que bate

Na madeira, com sotaque!

Rosario Duarte da Costa

Copyright

01/11/2012

Monte do Pico 

 

Cores do meu Brasil
 

Publié dans Entre nous!

Commenter cet article