1) A vida tem destas coisas...2) A vida tem destas coisas...

Publié le par Rosario Duarte da Costa

Castelo de São Jorge

Auteur des photos sur cette page: Nuno Castro"olhares.com

 

Cristo Rei visto de Lisboa 

 

1) A vida tem destas coisas...

A vida tem destas coisas...

A terra é bela, o mar dança, o céu sorri muitas vezes. Os seres

vivos lutam pela vida, porque desejam viver...

E os humanos, também gostariam viver mais tempo. Só os

criadores de guerras, os manipuladores, os malandros tentam

matar os outros antes da hora.

 

Sei. Há a doença que nos leva, sem dizer porquê... Mas, isso

também faz parte da vida!

Porque a vida ela mesma é amor, criação, dádiva, partilha!

Porém, aqui neste momento, interrogo-me sobre a vida. Aquela

que eu desejei e, que assassinam –com um golpe profundo-,

porque certos malandrecos durante anos, décadas, enganaram

os povos, tendo-se servido à vontade, acabam por nos desservir...

Nunca pensei, nunca imaginei, nunca acreditei que iria viver

num mundo insustentável- como o de hoje. Nunca!

 

Pronto. Aqui estamos prostrados diante do cadáver da vida,

que é uma tristeza ver: Irlanda, Grécia, Portugal, Espanha e,

agora mesmo em França todos gritam que não haverá dinheiro

suficiente para viver. Hoje mesmo, até as associações caritativas

berraram que não têem meios para ajudar os mais pobres. Mas,

que vida é esta?!

Roubaram-nos todos os sonhos!

Rosario Duarte da Costa

Copyright

26/10/2012

 

 

2) A vida tem destas coisas...

E, o que foi ontem passado na nossa vida, continúa, impõe-se, subrepõe-se mas, ninguém nos pergunta se estamos de acordo.

Pois bem, Portugal está em vias de explosão e, uma greve geral

foi já decidida para o próximo dia 14 de Novembro.

O Governo português tenta mandar areia para os olhos do

povo. Mentiras, só mentiras e, vão continúando a cantar velhas

janeiras!

Quanto à França, se dizem que ela é um País mais rico do que

a Grécia, a Espanha ou Portugal, o governo já nos começou a

varejar demais e, neste momento a antipatia é quase geral.

Pois irão certamente dizer-me que “prefiro a esquerda à direita”,

o que é verdade mas, justamente porque me bati por ela, não

posso ficar calada!

- Se o Governo ainda governa há pouco tempo e, lhe será

necessário mais tempo para agir, a verdade é, que começa a

bater muito forte nos baixos escalões da classe média,

provocando o deslize desta para a classe baixa!

Ora assim, vai empobrecendo o povo, que deixa de comprar e,

as empresas sem clientes, deixarão de produzir.

Hoje mesmo foi decidido uma vez mais, impôr uma nova taxa

aos reformados, o que significa que não se trata sómente de altas

reformas, sim de todas elas (as que pagam imposto)!

Como é que o barco poderá então avançar?!

E blá... blá... blá!

Por consequência, as nossas vidas vão mudando, não porque

o queremos, sim porque nos obrigam!

Até onde iremos?!

Rosario Duarte da Costa

Copyright

25/10/2012

 

 
Arco da Praça do Comercio  

 

Cabo da Roca

 

Publié dans Dialogues

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article